Carrinho

Edição N.º1

Editores

António Teixeira, ISCTE-IUL, Portugal

Margarida Saraiva, Universidade de Évora, Portugal

Índice

TMQ AND ISO 9000 VERSUS BUSINESS INCOME: AN EMPIRICAL STUDY

Joaquim Teixeira Quirós || Maria do Rosário Fernandes Justino

DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

miguel Ângelo Gomes e Silva || Maria João Pires da Rosa

OS CUSTOS DA QUALIDADE NAS EMPRESAS PORTUGUESAS CERTIFICADAS

Aliona Cociorva || Margarida Saraiva || Jorge Casas Novas || Osvaldo Ferreira

A CAMINHO DE UMA ESCOLA COM MAIS QUALIDADE: AUTO-AVALIAÇÃO DE UMA ESCOLA BÁSICA APLICANDO A CAF

Joaquim M. Monteiro || Cláudia S. Sarrico

QUALIDADE DE APRENDIZAGEM NO ENSINO SUPERIOR - CONCEPÇÕES, ABORDAGENS À APRENDIZAGEM E PREFERÊNCIA PELO ENSINO

Elisa Chaleta || Luísa Grácio || Constança Machado || Isabel Ferreira || Rosalina Correia

O Departamento de Métodos Quantitativos (DMQ) da ISCTE Business School (IBS) procede ao lançamento de mais uma publicação dedicada à Gestão da Qualidade, contando para o efeito com o apoio da UNIDE – Unidade de Investigação em Desenvolvimento Empresarial do ISCTE (centro de investigação financiado pela
Fundação para a Ciência e a Tecnologia – FCT) e do Grupo de Investigação Estatística e Análise de Dados (GIESTA-ISCTE).
Com este número procedemos ao início da publicação regular da revista que pretendemos vir a ser um elemento que veicule investigações efectuadas no âmbito da temática da Qualidade, quer por especialistas, quer por outras individualidades que tenham elaborado trabalhos de Mestrado ou de Doutoramento. Procuramos
desta forma, para além de outros objectivos, divulgar e colocar à disposição esses estudos, que, de outra forma, ficariam nas prateleiras das bibliotecas universitárias/politécnicas ou na mente dos seus autores.
Iremos igualmente trabalhar no sentido de criar mecanismos que proporcionem contactos directos entre os investigadores desta temática e conceber estruturas de apoio e de debate entre os docentes, investigadores, mestrandos e doutorandos, por exemplo, através da realização de encontros científicos ou mesmo da criação de uma associação, na qual seja possível concretizar eventos e trocas de ideias, conhecimentos, experiências e/ou boas práticas, sem invadir áreas de intervenção das associações existentes, trabalhando de forma complementar em ligação com elas.
Congratulamo-nos com o facto de neste número podermos contar com a colaboração de figuras consagradas na área, o que constitui um estímulo para continuarmos e procurar melhorar progressivamente a qualidade da revista.
Toda esta actividade tem exigido um grande esforço devido à crescente exigência de ocupação de tempo com a actividade lectiva, pelo que temos consciência de algumas limitações do produto final em relação ao que desejaríamos. No entanto,entre não fazer nada, esperar por melhores condições, que provavelmente não surgirão, e avançar em condições difíceis, optámos por esta última. Por outro lado, esperamos que a dinamização de mecanismos de contacto entre os interessados na temática venha contribuir para a recolha de novas ideias, que nos permitam atingir um nível de qualidade crescente, tendo sempre presente que nos encontramos em pleno num ciclo Plan-Do-Study-Act (PDSA), procurando, portanto, reflectir sobre a experiência como ponto de partida para a melhoria.
Como foi anunciado no número zero, pretendemos, sempre que possível, publicar um número temático juntamente com o regular. Este ano, o campo escolhido foi o sector da saúde, estando prevista a publicação de dois volumes e a eles associada a realização de duas conferências. Estamos também a encetar diligências para que, no próximo ano (2011), o número temático seja dedicado ao sector da
agricultura. Aproveitamos esta oportunidade para lançar o desafio a quem esteja em condições de dinamizar o lançamento de futuros números temáticos, para colaborar como editor principal. Sectores como os do ensino, da justiça, da administração local, dos serviços, entre outros, podem certamente permitir a concretização deste
desiderato.
Como já foi referido, com este número, à semelhança do número anterior, pretendemos atingir o objectivo de discutir e aprofundar conceitos da temática da Qualidade, abordando algumas apresentações de metodologias e instrumentos de aplicação pragmática, partindo da visão e de experiências de diversos especialistas, bem como a abordagem de alguns dos principais modelos da Gestão da Qualidade.
Assim, procuramos oferecer ao leitor artigos com uma estrutura que possibilite a compreensão gradual dos conceitos e especialidades de cada área desta temática. Porém, e apesar dessas preocupações, o leitor pode consultá-los de forma compartimentada, dependendo do seu interesse ou necessidade. Nesse sentido, não existe a obrigatoriedade de uma leitura contínua, dado que os capítulos foram elaborados por autores distintos, que tratam dos temas isoladamente, sem comprometer o seu entendimento, pois esta publicação está estruturada em dez artigos, divididos equitativamente em dois sectores, que vão desde uma abordagem mais geral até à mais
específica, com temas conceptuais ou mais operacionais. Salientamos que todos os artigos publicados neste número foram sujeitos a um processo de revisão. 
No primeiro sector encontram-se artigos que possibilitam o contacto com os principais conceitos e a fundamentação da Gestão da Qualidade, bem como aspectos da temática em âmbitos mais restritos, contemplando os grandes subsistemas organizacionais ou que os influenciam significativamente. Nele se incluem cinco artigos:
(1) Modelos de excelência: análises qualitativas e quantitativas; (3) Qualidade total e trabalho temporário: reflexões sobre a região de Setúbal; (6) Os custos da qualidade nas empresas portuguesas certificadas; (9) Aplicabilidade do modelo de gestão por processos às instituições de ensino superior; e (10) Qualidade da aprendizagem no ensino superior – concepções, abordagens à aprendizagem e preferência pelo ensino.
No segundo sector encontram-se os outros cinco artigos que procuram mostrar como algumas instituições tratam as questões da temática, quais as suas reais dificuldades e perspectivas, aquando da aplicação e implementação, com maior ou menor intensidade e/ou sucesso, dos conceitos e técnicas da Qualidade: (2) TQM and ISO 9000 versus business income: an empirical study; (4) Desenvolvimento e implementação de um sistema de gestão da qualidade; (5) La incidencia de la gestión de la calidad sobre el nivel de innovación en el sector hotelero español; (7) Avaliação da qualidade percebida de serviço: o caso de Transporte Colectivo Urbano na Cidade da Praia – Cabo Verde; e (8) A caminho de uma escola com mais qualidade: auto-avaliação de uma escola básica aplicando a CAF.

Lista de Autores:

António Teixeira || Margarida Saraiva 
(Introdução) 

Paulo Sampaio || Pedro Saraiva 
(Modelos de excelência: análises qualitativas e quantitativas) 

Joaquín Texeira Quirós || Maria do Rosário Fernandes Justino 
(TQM and ISO 9000 versus business income: an empirical study)

Ana Zabelo || Margarida Saraiva 
(Qualidade total e trabalho temporário: reflexão sobre a região de Setúbal)

Miguel Ângelo Gomes e Silva || Maria João Pires da Rosa
(Desenvolvimento e implementação de um sistema de gestão da qualidade)

Antonio Manuel Martínez López || Alfonso Vargas Sánchez 
(La incidencia de la gestión de la calidad sobre el nivel de innovación en el sector hotelero español)

Aliona Cociorva || Margarida Saraiva || Jorge Casas Novas || Osvaldo Ferreira 
(Os custos da qualidade nas empresas portuguesas certificadas)

Maria de Fátima da L. Santos Silva Lopes || Nelson Santos António
(Avaliação da qualidade percebida de serviço: o caso de transporte colectivo urbano, na Cidade da Praia – Cabo Verde)

Joaquim M. Monteiro || Cláudia S. Sarrico 
(A caminho de uma escola com mais qualidade: auto-avaliação de uma escola básica aplicando a CAF)

António Ramos Pires || Rodrigo Teixeira Lourenço 
(Aplicabilidade do modelo de gestão por processos às instituições de ensino superior)

Elisa Chaleta || Luísa Grácio || Constança Machado || Isabel Ferreira || Rosalina Correia 
(Qualidade da aprendizagem no ensino superior – concepções, abordagens à aprendizagem e preferência pelo ensino)

Editorial Board:

Albino Lopes (ISCTE-IUL, Lisboa) 
Alfonso Vargas-Sanchez (Universidade de Huelva) 
Álvaro Rosa (ISCTE-IUL, Lisboa) 
António Cruz (Instituto Português de Qualidade) 
António Ramos Pires (Instituto Politécnico de Setúbal) 
Carlos Noronha (Universidade de Macau)
Carlos Alberto da Silva (Universidade de Évora)  
Elizabeth Reis (ISCTE-IUL, Lisboa) 
Esteban Peréz (Universidade da Extremadura) 
Francisco Guerreiro (ISCTE-IUL, Lisboa) 
José Figueiredo Soares (Associação Portuguesa para a Qualidade) 
José Gomes Requeijo (Universidade Nova de Lisboa) 
Jorge Casas Novas (Universidade de Évora) 
Margarida Mano (Universidade de Coimbra) 
Maria de Fátima Jorge (Universidade de Évora) 
Maria João Rosa (Universidade de Aveiro) 
Nelson Santos António (ISCTE-IUL, Lisboa) 
Paula Brito Silva (José de Mello Saúde) 
Rogério Puga Leal (Universidade Nova de Lisboa) 
Rosalia Lavarda (URI Santiago – Brasil) 
Siew Huat Kong (Universidade de Macau) 
Zulema Lopes Pereira (Universidade Nova de Lisboa) 

Título: TMQ – Techniques, Methodologies and Quality – Edição N.o 1

© RIQUA – Rede de Investigadores da Qualidade

Lisboa, 2010

ISSN: 2183-0940

e-mail: info@riqual.org

www.riqual.org